300 pompiers flammes d'attaque

Publié le par angeline351

 

300 bombeiros atacam chamas

 

Zona Centro foi a mais afetada, com dois grandes incêndios. GNR investiga origem do fogo.

 

Os incêndios florestais não deram, ontem, descanso aos bombeiros de norte a sul do País. A zona Centro foi a mais afetada, com dois grandes fogos, primeiro em Proença-a Nova e depois em Santarém. 

Em Proença-a-Nova, distrito de Castelo Branco, registou-se o maior incêndio do dia e aquele que mobilizou mais meios. As chamas deflagraram de manhã na localidade de Conqueiros e mobilizaram mais de 300 bombeiros, 90 veículos e seis meios aéreos. "Foi muito difícil de combater este incêndio porque estamos numa zona de mato, muito compacta e com um declive muito acentuado", disse ontem ao CM Hugo Martins, comandante dos Bombeiros de Proença-a-Nova, referindo que o fogo deflagrou precisamente na mesma zona em que houve um grande incêndio em 2003.

As grandes dimensões que atingiu obrigaram ao reforço dos meios com corporações de Santarém, Portalegre, Leiria e Coimbra. "Os bombeiros deram o máximo. Ou era assim ou não teríamos conseguido dominar o incêndio tão rapidamente", disse Hugo Martins, garantindo que a GNR está a investigar a causa do incêndio.

No domingo registaram-se mais de cem fogos em todo o País, que mobilizam mais de 1700 bombeiros e 500 veículos.

 

 


Publié dans EUROPE

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :
Commenter cet article