Article publié depuis Overblog

Publié le par angeline351

SARA CARREIRA NOVOS DETALHES SOBRE O ACIDENTE QUE MATOU A FILHA DE TONY CARREIRA Leia mais em: https://www.novagente.pt/sara-carreira-novos-detalhes-sobre-o-acidente-que-matou-filha-de-tony-carreira

SARA CARREIRA
NOVOS DETALHES SOBRE O ACIDENTE QUE MATOU A FILHA DE TONY CARREIRA

O acidente que vitimou Sara Carreira tem novos detalhes conhecidos. Na acusação feita pelo Ministério Público, proferida no dia 6 de dezembro, são acusadas quatro pessoas: Ivo Lucas, Cristina Branco, Paulo Neves e Tiago Pacheco.

De acordo com a agência Lusa, o cantor e ator,

que conduzia o veículo no qual a filha de Tony Carreira acabou por morrer, em 5 de dezembro do ano passado, é acusado da prática de um crime de homicídio negligente e duas contraordenações ao código da estrada, uma leve e uma grave. Já a fadista é acusada do mesmo crime e também de duas contraordenações ao código da estrada, ambas gravas.

Por sua vez, os outros dois condutores são acusados da prática do crime de condução perigosa. No caso de Paulo Neves, há ainda a acusação de três contraordenações ao código da estrada - uma leve, uma grave e uma muito grave. Já Tiago Pacheco é acusado também de duas contraordenações - uma leve e uma grave.

A descrição de todos os embates do acidente que vitimou Sara Carreira

Quando se deu o acidente que provocou a morte de Sara Carreira, era "noite escura" e havia períodos de chuva fraca. Eram cerca das 18h30, segundo a acusação proferida pelo Ministério Público, quando o carro conduzido por Cristina Branco embateu no de Paulo Neves. Este circulava na faixa da direita a entre 28,04 e 32,28 km/h, velocidade inferior à mínima permitida por lei, que é de 50 km/h. E isto já depois de ter ingerido bebidas alcoólicas, avança ainda a acusação.

Com esta primeira colisão, a viatura da fadista embateu na guarda lateral direita, rodando e imobilizando-se, virada em sentido contrário, na faixa central da A1. "Apesar de ter ligado as luzes indicadoras de perigo, a fadista, que abandonou a viatura, é acusada de não ter feito a pré-sinalização de perigo", escreve a agência Lusa.

Dezanove minutos depois, surgiu o carro conduzido por Ivo Lucas e onde Sara Carreira seguia no lugar de pendura. Ia pela faixa central e circulava entre 131,18 e 139,01 km/h, mais do que a lei permite: 120 km/h. Por não ter tido a capacidade de desviar-se da viatura de Cristina Branco, o carro do cantor e ator colidiu com o lado esquerdo, seguindo desgovernado para o separador central e capotando mais do que uma vez até acabar imobilizado na faixa da esquerda, com parte a preencher a faixa central.

Cerca das 18h51, entre 146,35 e 155,08 km/h, apareceu Tiago Pacheco. A acusação proferida pelo Ministério Público indica que este condutor, tendo-se apercebido do acidente, não diminuiu a velocidade e, por isso, não desviou-se do carro onde seguiam Ivo Lucas e o filho de Tony Carreira.